Arquivo da tag: sp

Convocatória reunião 13 e 13 de Abril de 2014

Conselho Regional de Estudantes de Psicologia do Estado de São Paulo

 

São Paulo, 31 de março de 2014

 

Convidamos todxs xs estudantes de Psicologia do Estado de São Paulo para a próxima reunião do Conselho Regional de Estudantes de Psicologia – COREP-SP, que se realizará nos dias 12 e 13 de Abril de 2014 no DCE da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Rua Euclides da Cunha, 71 – Cidade Universitária “Zeferino Vaz” 13081-970 Campinas.

Com o início do ano, uma quantidade significativa de calourxs entram nas mais diversas universidades, sejam particulares ou públicas. É um momento importante para o diálogo sobre os desafios desta nova etapa em suas vidas, e para o início de uma discussão crítica acerca da formação e suas contradições.

No dia 12 de Abril acontecerá no espaço do DCE uma formação a respeito de CRATOD e privatização da saúde com o Fórum Popular de Saúde de Campinas, no qual vai fazer parte de um conjunto de debates que o COREP pretende realizar no decorrer do semestre, afim de uma melhor interação dos estudantes com as bandeiras da entidade.

Lembramos que todxs xs estudantes de psicologia têm direito a voz e voto na reunião, e que não há hierarquia no COREP-SP, sendo que são xs estudantes presentes na reunião que fazem o COREP-SP existir.

 

                                                               Pautas:

– Informe das Universidades

-Atividades para o dia 18 de maio e Marcha da Maconha

– Organizativo COREP-SP

 

Programação:

Sábado, 12 de Abril

Domingo, 13 de Abril

9:00h – Recepção

9:00h – Recepção

10h – Formação

10:00h – Informe

13:00h – Almoço

12:00h – Almoço

14:00h – Retorno da Formação

14:00h – Atividades do calendário

18:00h – Cultural

15:00h – Organizativo COREP-SP

 

Favor confirmar a presença até o dia 11 de Abril de 2014 no e-mail abaixo.
     Caso necessário, xs COREPianxs disponibilizarão alojamento. Os gastos com alimentação serão custeadxs pelxs próprixs estudantes. Normalmente nos alimentamos no tempero maneiro, a R$4.Contamos que vossa entidade divulgue o evento para todos os estudantes e nos disponibilizamos para eventuais esclarecimentos.

 

Contatos:

 

Stephanie Mota (UMESP) – (11)9-7405-2903 (tim)– ste.mgs@gmail.com

Maruan Moufid Doher (PUCC) – (11) 9-5540-4418 (vivo) – marudoher@gmail.com

 

 

COREP-SP

Anúncios

Convocatória Reunião COREP-SP 28 e 29 de Setembro

Conselho Regional de Estudantes de Psicologia do Estado de São Paulo

 

São Paulo, 11 de Setembro de 2013

 

Convidamos todxs xs estudantes de Psicologia do Estado de São Paulo para a próxima reunião do Conselho Regional de Estudantes de Psicologia – COREP-SP, que se realizará nos dias 28 e 29 de Setembro de 2013 no ECEU da Universidade de São Paulo (campus Ribeirão Preto) – Avenida Nove de Julho, 980 (Rua Sete de Setembro), Ribeirão Preto, SP, 14025-00.

Diante das últimas manifestações de Junho e do XXVI ENEP (Encontro Nacional de Estudantes de Psicologia) realizado em Goiânia no ultimo mês de agosto, vemos a necessidade de retomarmos as formações, para que assim possamos gerar acúmulos que fortaleçam as entidades estudantis e xs estudantes do Estado. Também durante nossa última reunião, foi vista a necessidade de discutirmos os nossos PPP (Projeto Político Pedagógico), trazendo a responsabilidade de cada universidade/ escola conseguir o seu e levar nesta reunião para discussão e possíveis encaminhamentos. Também reformulamos a nossa carta de apresentação para uma linguagem onde ficasse clara a autonomia do COREP-SP em relação a partidos políticos, entidades, governos e outros coletivos.

Por isto fazemos esse chamado para fortalecermos e construirmos este espaço de forma conjunta.

Lembramos que todxs xs estudantes de psicologia têm direito a voz e voto na reunião, e que não há hierarquia no COREP-SP, sendo que são xs estudantes presentes na reunião que fazem o COREP-SP existir.

 

Pautas:

 

– Informes
– Avaliação ENEP

– Repasse Movimentos/ Eventos/ Reuniões
– Organizativo COREP-SP

– Formações

 

 

Programação:

Sábado, 28 de Setembro

Domingo, 29 de Setembro

 09:00h –  Recepção, apresentação do COREP-SP

 09:00h –  Informes
Avaliação ENEP e Repasse Movimentos/ Eventos/ Reuniões
Organizativo COREP-SP

 14:00h –  Formação: As Mobilizações Atuais e xs Estudantes de Psicologia

         14:00h – Formação: Projeto Político Pedagógico

 

Favor confirmar a presença até o dia 25 de Setembro de 2013 nos emails abaixo.
             A sede disponibilizará alojamento. É importante que os participantes tragam colchões e cobertores. Além de recursos para os gastos com alimentação.  Para facilitar a participação dos estudantes, todxs serão convidadxs a dividir todo o custo para a participação na reunião igualmente entre xs participantes, além de todo o valor gasto com passagens para a reunião.
             Contamos que vossa entidade divulgue o evento para todos os estudantes e nos disponibilizamos para eventuais esclarecimentos.

 

Contato:
Bruno Tarpani (USP-RP) – (16) 8221-1490 – brunotarpani@hotmail.com

Maruan Doher (PUC- Campinas) – (11) 9-5540-4418–  marudoher@gmail.com

 

 

COREP-SP

ATA REUNIÃO COREP-SP 11.08 e 12.08 DCE UNIFESP

Escolas presentes: PUC-Campinas, UNIFESP-Baixada Santista, UNESP-Bauru, UMESP, PUC-SP, São Camilo, USP-SP

  • Repasse das escolas
  • EREP

Repasses

Repasse São Camilo: Mudança da administração. Administração do hospital tomou conta da universidade. Trocou o reitor, coordenador e demissão de funcionários. Dia 25 de Junho uma portaria foi lançada referente à mu dança de bolsas, determinando que o mínimo para aprovação fosse o cumprimento de 75% da carga horária, a vigência antiga era de três dependências para reprovação. Com essa nova mudança, onde os alunos foram surpreendidos no dia da matrícula, muitos perderam suas bolsas e terão que pagar o valor integral de R$1.100. Alguns alunos relataram que as secretárias disseram que foram instruídas a não comentarem com os alunos sobre as mudanças de forma prévia. Teve reunião com o CA da filosofia e a entidade demonstrou apoio. Logo em seguida a coordenadora entrou em contato com os estudantes e disse para não se envolverem, pois o curso tinha tirado 4 no MEC e estava muito bem e que ela garantia as bolsas para os estudantes. O CA de filosofia se retirou dessa movimentação depois que uma colega deles conseguiu por meio de uma carta ao reitor retomar a bolsa. A entidade propôs reunião com a reitoria com representantes de cada curso, mas foi questionado quanto a quem seriam estes representantes, os que perderam a bolsa e tiveram que sair da universidade ou os que ainda estão lá. Houve mudanças também em relação às dependências, onde em matérias de 80 horas foi afixado um valor de R$200, e matérias de 150 horas um valor de R$100. O desconto do programa de estímulo à adimplência é até o 1º dia útil do mês, o que dificulta o mesmo ser utilizado pelos estudantes.

Propostas:
– Entender quanto a questões jurídicas e implicações na educação relacionadas as bolsas(formação).
– O COREP-SP participar de alguma reunião do CA
– Pensar em uma atividade aberta para discussão do tema dos auxílios nas universidades
– Moção de apoio

Repasse PUC Campinas: Há 6 anos a PUC Campinas firmou umcontrato de comodato para ter um responsável pelo espaço usado pelos centro acadêmicos, o que historicamente não funciona, pois caso qualquer pessoa externa ou não da universidade cause algum prejuízo, uma pessoa (a que assinou o contrato) seria responsável pelos danos. No contrato também há questões de proibição de venda de alimentação, e até mesmo uso de bebidas energéticas dentro do espaço. A direção da PUC mudou as fechaduras com os pertences dos alunos dentro da sala do CA. Houve uma reunião ontem contra esse contrato de comodato, com foco de lutar pelos meios judiciais, onde os alunos buscam advogados.

A Semana de Estudos ocorrerá na semana do dia 20/08 com o tema 50 anos de profissão.

Proposta:
– Alguém do COREP-SP ir na Semana de Estudos.
– Moção de apoio

Repasse UNIFESP Baixada (Comando Nacional de Greve Estudantil):
Governo não queria fazer reunião com o CNGE, mas que reconhecia a UNE. Depois de pressão ele cedeu e recebeu o CNGE. Na noite anterior fizeram uma vigília em frente ao MEC para pressionar de modo que a reunião não fosse desmarcada. Na reunião o MEC na figura do subsecretário Amaro Lins, não discutiu a pauta discente, querendo ressaltar a pauta docente, somente mostrou um sistema de avaliação do REUNI que é desenvolvido a partir do que as reitorias das IFES passam ao MEC, e garantiu não abrir mais nenhum campus enquanto os campi abertos não estiverem apropriados.

-Comando Nacional de Greve Estudantil:
Durante o mês de julho, o ME se desmobilizou seja pelo período em si, seja devido a realização dos encontros nacionais dos cursos, porém após este período as atividades foram retomadas com mais vigor pelas IFES, e devido a intransigência do Governo, em muitos locais as ações se tornaram mais radicalizadas com ocupações. Com o desgaste também se mostrou importante atuar nas conjunturas locais para garantir as pautas locais de greve.

-Local:
Há uma discussão entre as três categorias sobre ações mais integradas e uma saída da greve conjunta.
Ocorre conjuntamente a eleição de reitoria, três chapas estão concorrendo, sendo uma de oposição, que os estudantes em mobilização estão compondo.
Atividades esvaziadas, mas estudantes estão voltando e a idéia é fazer mais atividades com a perspectiva de final da greve no fim do mês.
Cine-Debate como atividade que tem dado certo e chamado até pessoas de fora.
Eleição para o DCE, discussão que já vem de tempos e que durante o período de greve existe um grupo tensionando para que haja eleição e que a discussão ocorra durante este processo, porém há outro grupo de estudantes colocando para que haja debates antes e depois de amplamente divulgado e discutido para pensar o processo eleitoral.

 

Repasse UNESP Bauru:
Há vagas para moradia estudantil (34 vagas), porém ninguém se inscreveu. Foi comentado que devido à opressão da universidade, os alunos podem não ter se interessado em morar neste espaço.

 

Repasse UMESP:
Autoritarismo dentro da gestão do CA. Organização da Semana de Psicologia por comissão que construiu praticamente tudo sozinha sem conhecimento do CA. Decisões centralizadas em um estudante (ex- presidente do CA, pois o estatuto foi modificado e não há mais hierarquia). Centro Acadêmico em período difícil devido a discussões por ego entre alguns membros.
Há divulgação do COREP-SP em todos os murais do campus com a carta de apresentação do COREP-SP.

Proposta:
– Espaço do COREP-SP na Semana de Psicologia sobre Estruturas de Poder

Repasse PUC- SP:
Mudança do prédio da clínica (lugar longe e com estrutura ruim para o estagio). 15 de setembro será a mudança da clínica. Professores cogitaram paralisar o curso ou fazer outra ação de mobilização. Está acontecendo a eleição para a reitoria, onde Ana Bock, Maura (que chamou a polícia para tirar os estudantes da PUC em um episódio), e o atual reitor Dirceu. O CA ainda não tem um posicionamento, para tal, um debate chamado Roda Viva será realizado.
Há boatos que pela primeira vez na história da PUC o candidato eleito pode não assumir o cargo..

Repasse USP-SP:
1-Bebida alcoólica: maior segurança para reforçar a proibição. Uma das maneiras de financiamento do ME. Não houve assembleia, pois as pessoas estão se organizando para o Congresso de Estudantes da USP, onde haverá discussão sobre o tema.
2- Congresso de estudantes da USP: psicologia está se organizando para levar delegados, com uma atividade marcada para segunda feira e eleição para delegados durante a . Avaliação de que poucos estudantes da psicologia participem do processo.
3-Semana de Psicologia: nenhum espaço especifico para o movimento estudantil, mas terão mesas que discutiram politica.
4-Grupo para discutir extensão. Psicologia vem colocando uma posição mais critica.

Encontro de Psicólogos no ABC (CRP ABC):
– Podemos ter um stand para venda das camisetas no sábado dia 25, das 10h45 ao 12h15 onde vai ter uma mesa com o Odair Furtado e em seguida ocorrerão os Encontros Temáticos, um deles será sobre formação para o público de estudantes. Os estudantes e outros profissionais farão inscrição, pois há limite de vagas.
– Os que confirmaram presença: Raquel, Stephanie, Thiago, Daniel, Flavia
– O tema vai ser Formação

ENEAMA
– Stephanie mandou 14 ofícios de apoio financeiro, e até o presente momento ABRAPSO e Livraria do Psicólogo responderam.
– O pessoal da COMorg do ENEAMA fez a cotação de ônibus onde ficou R$5.000 e o CRP SP recusou a proposta de apoio financeiro, a mesma COMorg está orçando um microônibus e tentará o diálogo novamente com o CRP SP.

Proposta:
– Ver com as outras executivas de saúde e nacionais de saúde o transporte
– Orçamento de van, Stephanie vai procurar em SBC e Carla por SP
– Mandar email pra Frente Nacional de Luta Antimanicomial e para o Fórum Popular de Saúde na busca de contatos para auxílio de apoio financeiro
– Raquel entrará em contato com a enfermagem da UNESP Botucatu

FINANCEIRO
– O CRP-SP provavelmente fornecerá ajuda de custo de 6 inscrições de membros do COREP-SP para o ENEP. Totalizando R$510

EREP
– Conforme deliberação da reunião da UNIMEP, a formulação de temas será construída de acordo com as demandas apresentadas no XXV ENEP.
-Pensar um tema que possa ser propositivo.
-Pegar temas anteriores já discutidos em reuniões do COREP-SP, visando sentir e estar próximo da realidade dos estudantes do país, em temas como: repressões ideológicas, universidades particulares e públicas, etc
-Pensar que temos a campanha nacional sobre educação e que faríamos atividades antes disso
-Ter paciência e sensibilidade para levar as discussões. Já temos acúmulos sobre alguns temas. Não precisamos começar tudo do zero, podemos levar nossas posições.
-Educação, Formação (onde se encontra a formação? Discussão de academia e dos espaços de formação) função social da formação em psicologia, como vamos nos formar? A formação de hoje não é emancipadora.
-Festa na PUC-SP pra gerar caixa
-Em Novembro (caso o projeto seja aceito pela USP) no dia 01 acontecerá a recepção, dia 02 e 03 as atividades e no dia 04 acontecerá a reunião de articulação do COREP-SP e Plenária Final.
-Além dos espaços pré solicitados: chuveiros, salas tanto pra palestra quanto para alojamento, em caso de aprovação do projeto, solicitar também: refeitório, lugar para lavar louça, ponto de luz para fazer festa.
-Pensar uma Ciranda (Maruan e Caroline Guimarães), Saúde (avisar o HU- CA da USP), Segurança, Mutirões, Alimentação(parece que compensara mais uma cooperativa), Comunicação(Sté, Danilo(indicativo)), Transporte(Thiago), Programação(Carla, Carlos), Financeiro(Carlos falou que vai ajudar a Flávia), Secretaria(Stephanie, Zé), Cultural,

-Não temos EREP desde 2009, devemos construir o encontro
-Um psicólogo que pensa no sofrimento humano de fato, não somente dentro de uma clínica onde a escuta é feita entre quatro paredes

2ª Mostra de Práticas
Aproveitar que as pessoas vão dormir no DCE e usar do espaço para discutir com as pessoas e pensar. A intervenção na mostra será o inicio desta campanha sobre formação e profissão.

Propostas pra Mostra: fazer material sobre formação e profissão; chamar atividade sobre isso na quinta-feira (primeiro dia da Mostra);

Próxima reunião: 15 e 16 de setembro de 2012

Usar o acumulo da atividade do ABC para a Mostra.

Campanha
Diagnóstico dos currículos por escola
Relatoria do Matraga e da Miriam do ENEP (Sté). Material do COREP será pensado em cima disso.
Fazer uma atividade de formação antes da Mostra (em Santos) e durante a Mostra discutir ENADE, no alojamento (DCE da UNIFESP).
Panfleto com alguns pontos de formação e ENADE (CARLA)
Atividade de formação do COREP produzirá um documento que será usado como documento para o lançamento nacional da campanha.
Reunião para discutir campanha dia 13.
Propor a Goiânia fazer uma atividade para discutir formação também e produzir um documento em conjunto com os acúmulos de cada região.
Atividade para discussão de currículo nas universidades, e lançamento do material da campanha.

Avaliação ENEP
ENEP não esta atingindo os estudantes. Procurar um modo de mostrar que o encontro tem um cunho politico e que também é importante.
Construção do encontro fica muito a cargo da sede.
ENEP veio tomando um caráter mais de movimento estudantil. Em Cuiabá, foi reflexo do que temos hoje de um modo geral, muitos estudantes novos e a falta de disputa do espaço. Muito bem organizado. Momento muito inicial do movimento, não podemos tencionar muito o espaço da construção do encontro. Boa participação.

Encaminhamentos:

Ações para além das moções no comando de greve: comunicação (informativos, divulgação)
Propor divulgar o GT de gênero e sexualidade, que tenha alguém de referencia pra esse GT.
FENPB tinha um GT de psicologia no ensino médio (Thiago vai verificar)
Levar o acumulo que nós temos enquanto CONEP, entidade nacional, e caso seja o caso de transformar a CONEAMA numa entidade apresentar no ENEAMA
Começar a construção do
Propor no FENEX a construção da semana da luta antimanicomial.
Atualizar cartilhas de saúde(ano que vem), a cartilha de centro acadêmico e movimento estudantil (este semestre)

Próximo COREP
– 15 e 16 de Setembro, em Santos
– Sábado:
– Apresentação do COREP, Informes escolas, Fenex, etc…
– Formação e Profissão (Carol vai chamar o Sérgio da São Camilo)

– Domingo:
– Organizativo
– EREP

Moção de Repúdio as Ações Realizadas Pela Administração da PUC-Campinas ao Fechamento dos Espaços dos Centros Acadêmicos

Link da Moção em pdf: Moção de Repúdio as Ações Realizadas Pela Administração da PUC-Campinas ao Fechamento dos Espaços dos Centros Acadêmicos

São Paulo, 14 de Agosto de 2012

O Conselho Regional dos Estudantes de Psicologia do Estado de São Paulo (COREP-SP) vêm a público manifestar apoio às entidades de base que sofrem com o autoritarismo e intransigência da administração da PUC Campinas que além de estar usando táticas de garantir a perseguição política aos estudantes, fecha o espaço destes sem nenhum tipo de consulta, eliminando a possibilidade de diálogo e construção coletiva, tarefa a qual uma instituição de Educação têm o dever de cumprir. Por isso assinamos o manifesto a seguir e estaremos juntos aos estudantes da PUC Campinas na luta contra esse disparate à democracia e liberdade de expressão na Universidade.
Carta que os alunos da PUC Campinas elaboraram sobre a situação lamentável:

Desde meados de 2006 a PUC Campinas vem tentando convencer os atuais C.A’s e D.A’s a assinarem um contrato de comodato que legitimaria o uso dos mesmos nos espaços cedidos pela faculdade para estes fins (diretório e centros acadêmicos).

No entanto, entre as mais variadas clausulas presentes no contrato, constava que o este deveria ser assinado por um membro da gestão (representando esta), se responsabilizando assim, por tudo que viesse a ocorrer no referido espaço. Isso é, se algo acontecesse no espaço em qualquer dimensão, quem se responsabiliza é alguém da gestão.

A lógica de comodato que a PUC Campinas coloca é a mesma que levou alunos do CACH da PUC-SP a serem incriminados pela universidade porque outros estudantes usavam m substâncias ilícitas no espaço da entidade, coincidentemente quando o CACH organizava uma manifestação contra o valor da mensalidade.

Então, os C.A.’s ativos da PUC Campinas se reuniram e pelo fato de não terem um DCE, organizaram um CEB (Conselho de Entidades de Base), onde começaram a discutir sobre a assinatura do contrato. Diante do estudo das clausulas, foi tirado que não assinariam este visto que seria prejudicial.

Neste ano, no final do primeiro semestre, a CACI (órgão mediador entre a PUC e seus alunos, que fica responsável pelo contrato) enviou um email para os alunos com em torno de três dias de antecedência, convocando os C.A.´s e D.A.´s para uma reunião sobre o contrato.

O C.A. de Psicologia não pôde comparecer. Este órgão então ligou para os membros da gestão e perguntou se eles iriam ou não assinar o contrato. Os membros justificaram que não tomariam nenhuma decisão sem antes convocar uma reunião do CEB visto que o C.A. de Psicologia não age sozinho e não é independente das outras entidades, as decisões no que diz respeito à faculdade devem ser tomadas em coletivo com os outros cursos.

O fato é que durante a conversa no telefone, em momento algum surgiu alguma fala que mencionasse o fechamento dos espaços destas entidades. E no dia 06 de agosto de 2012, ao retornarem o ciclo letivo, os alunos se depararam com os seus espaços fechados, com o miolo da fechadura das portas trocadas, sendo que alguns alunos estão com os seus pertences dentro das salas, além do patrimônio do C.A´s.

Vale ressaltar que o C.A. de Psicologia não assina o contrato pois não concorda em se submeter ao contrato imposto pela PUC que pode vir a prejudicar os seus membros, pois para a nossa entidade, este é um espaço do estudante e não da gestão, e deve ficar sempre aberto para que tod@s possam usufruí-lo, gostaríamos de renegociar com a faculdade as clausulas afim de que estas não venha a prejudicar nenhum(a) estudante. Outro aspecto importante, é que todos estes anos de resistência em assinar ao contrato, foram anos de luta de renegociação, onde o C.A. de Psicologia, juntamente com outros C.A.´s, se colocaram a disposição da CACI para reuniões e negociação, propondo alterações que nunca foram atendidas pela PUC, muito pelo contrário, as clausulas se mantém, juntamente com a pressão da CACI para que assinemos.

Os C.A´s e D.A.´s são espaços dos alunos! Contamos com a ajuda de todo o movimento estudantil dentro e fora da PUC e entidades que se coloquem ao nosso lado para que possamos nos organizar e fazer algo a respeito. Não é justo que tod@s @s estudantes tenham SEU espaço trancado na faculdade! Este espaço foi conseguido com muito suor e não deve de maneira alguma, perder a essência daquilo que nasceu pra ser: um espaço de liberdade do movimento estudantil do e para os estudantes.

COREP-SP

ATA REUNIÃO COREP-SP 30.06 E 01.07 UNIMEP

Escolas presentes: São Camilo, UNIMEP, PUC-CAMPINAS, UMESP, UNIFESP- SANTOS, USP-SP, PUC-SP

  • Repasse das Escolas
  • Campanha Financeira
  • ENEP/EREP
  • Organizativo do COREP
  • Licenciatura

Repasses

Repasse PUC-CAMP: Não fizeram pré-enep devido a desarticulação. CASSI contrato de “comodata”, para uso do espaço do CA, o que dificultou espaço.
Falta de dias para organizar a atividade.
Semana da LAM foi muito boa, mas apenas dois dias. Outros dias prejudicados pela greve de ônibus.
Camiseta da LAM deu muito certo.
Repasse da Mari sobre EIV: Alguém do COREP pra construir o EIV teria que ser alguém que foi estagiário e ela já vai enquanto CA da PUCCamp.

Repasse Metodista:
Atividade de LAM foi boa, mas deu para perceber que muitos estudantes não tinham aproximação com o tema. Fala do Ed Carlos.
Semana de Psico: Provavelmente em Outubro, muitos problemas. CA esta em processo de racha o que está atrapalhando a construção. Atividade do COREP-SP no Grande ABC conseguiu juntar um número bom de escolas (7), entre elas 2 da Anhanguera (antigas Uniban e UniA) e estudantes da São Camilo.

Repasse São Camilo:
São Marcos fechou. São Camilo absorveu o pessoal da São Marcos. Choque entre currículo e concepções.
Na atividade pré-enep foi possível ter contato melhor com o pessoal da SM. Posicionamento dos professores está incomodando o pessoal da SM. No pré-Enep o pessoal começou a falar sobre os problemas que via no curso.
1ª Chapa do CA se desfez o que centralizou em poucos restantes. Próxima gestão está fazendo um trabalho bom de comunicação mas não esta fazendo o contato com os estudantes. Problemas para escolher representantes.
Ênfase em comunitária, mas não tem espaço para fazer atividades nesta área, entre outras contradições do curso.
Alguns alunos da SC tem o mesmo posicionamento que os professores o que torna difícil de discutir e o dialogo entre os estudantes que eram da São Marcos. São concepções diferentes, com argumentos demagogos.
Grupo do Facebook. Estudantes postou reclamando dos posicionamentos da SC. Dois grupos foram criados, um para discutir e outro para informar. A estudante que criou o grupo fechou o grupo e excluiu comentários das discussões.
Professora nova com falas e concepções que os estudantes não concordavam. Foram a coordenação que não deu encaminhamento.
CA avaliou que não consegue fazer formação politica/discussão.
Semana de Psicologia cobra pelos dias de evento, como pensar para não cobrar e fazer os estudantes participarem.

Repasse USP-SP: Colegiado de psicologia deliberou que os atendimentos na USP não podem ser pagos. Técnicos eram supervisores mas não podiam, agora foi deliberado que podem.
Grupo para pensar extensão se formando agora (3 categorias). Para projetos é muito isolado, cada um faz o que quer mas não existe troca. Grupo será espaço para troca de projetos.
Reitor entrou num pregão para formar uma hospital psiquiátrico para os estudantes/técnicos/professores.
Projeto novo de segurança: proposta de torres de observação para garantir a segurança. Catracas, cancelas.
Dois circulares que tinham foram terceirizados. Diminuíram horario e é somente para as pessoas da USP. Os externos pagam o valor de R$3.
Semana da psico. Organizada por uma comissão independente, meio esvaziado. Ano passado fizeram sem apoio institucional e abriram para todos participaram. Este ano abriram também para consulta e foi mais bem organizado. Mini-cursos, mesas, palestras, GT’s.

Repasse PUC-SP: Semana de psico no Mackenzie que o Thiago foi e participou de uma mesa. Apresentação do COREP-SP. CA ainda esta se organizando no viés politico, mas com concepções um pouco restritas. Considerou difícil o diálogo com os outros estudantes do Mackenzie.
Stephanie foi em uma reunião com o CA. Pediram a apresentação do COREP-SP. CA hierárquico, diretores indicam nomes para comissões, que não tem poder deliberativo, e que podem ser remunerados (atualmente com divida de dez mil)
Propor um COREP no Mackenzie.
PUC-SP: Confil foi demolido. Caos pra relocar os estudantes. Clínica de psicologia vai ter que ser relocada para uma casa menor, sem discussão anterior com a comunidade acadêmica. Professores chamaram reunião com os estudantes, que puxaram assembléia às pressas. Novo espaço tem acessibilidade reduzida, é mais distante do campus entre outros entraves. Deixaram outras pautas para discutir apenas isso. A clinica já vem em um processo de precarização há um tempo.

UNIFESP- SANTOS: Greve há quase dois meses. Discussão sobre suspensão do semestre. Participação reduzida do conjunto dos estudantes. Último acontecimento da greve ocorreu durante uma oficina de “estêncil”. Algum estudante usou um dos moldes e pintou a porta de um banheiro. Os seguranças, já com ordens prévias (que ao que tudo indica constam no contrato) chamaram a policia, com a alegação de dano ao patrimônio. A policia chegou então com duas acusações: dano ao patrimônio e formação de quadrilha. Pelo relato que temos uma professora que estava lá no momento ligou para a diretora, que deu ordens a segurança para “dispensar” a policia.

UNIMEP: Semana de psico da segunda semana de maio, muita participação dos alunos, fato incomum, reduziu os números da semana para concentrar maior participação, tiveram contribuição de 5 mil reais da UNIMEP.
Na UNIMEP, todo CA regularizado recebe o repasse financeiro da universidade, porém o CA de psico não está regularizado. Possuem a parceria do coordenador para a realização das atividades. Tiveram  a contribuição de patrocinadores, livrarias e editoras, padaria, etc.
Aproveitaram para fazer uma atividade sobre a luta antimaniconial nesta semana de psico. Houve a participação dos professores, também fato incomum.
Os discentes do curso de psicologia tem duas cadeiras no Conselho de Curso.
A faculdade tem um auxilio a adimplência para outros cursos, mas para o curso de psicologia não.
Quando termina a gestão da coordenaçao, os alunos e professores podem votar o novo coordenador com o mesmo peso de voto.
A clínica-escola atende a comunidade, é feita uma avaliação sócio economica para ver o quanto a pessoa pode pagar. O estágio escolar e clínico são obrigatórios, o aluno escolhe o terceiro estágio entre organizacional ou social.
A faculdade está revendo sobre os estágios obrigatorios, o CA participa destas reuniões.
Destacam a relação amistosa com o coordenador.
Todo aluno tem acesso ao projeto politico pedagógico.
Todos os alunos apresentam os trabalhos de estágio para a faculdade em dois dias de evento. Também dispõe de banner para apresentar estes trabalhos. Hà caderno de resumos sobre.

Unifesp – A discussão sobre separar o CA por cursos (que foi apresentada na ultima reuniao do COREP-SP), não deu em nada pois com a greve, os alunos voltaram pra casa.

USP – Andrielly questiona avaliação de professores. 

Campanha Financeira

300 reais do Livraria do Psicanalista + 5 livros da Casa do Psicólogo (rifar no encontro)
Seminários de Práticas: montar uma banca e vender material
Ajuda a criar uma imagem do COREP-SP e para disseminar nossas pautas e campanhas
José/São Camilo ver as cartelas de rifa
Andrielly/USP pedir livros pros laboratórios
Carla/USP e Thiago/PUCSP camisetas na sexta, passar no SINDPSI e CRP para pedir auxilio.
Evento entre os dias 25 e 27 de agosto sobre os 50 anos de psicologia no CRP ABC. Discutir sobre a nossa participação no ENEP. Flávia

ENEP/EREP

Unifesp conseguiu um onibus para o ENEP. Irá completar a lista com o COREP.
GT
Construindo CA: Andrielly/José
Currículo e Função Social: Maruan
Local de saída e horário apenas depois de entregar a lista (quarta ou quinta-feira)
ENEP ter espaço para construir EREP. Pensar um projeto paralelamente a busca do espaço
Fazer EREP na praia é mais legal do que fazer em São Carlos, mas é difícil fazer na praia pois as pessoas dispersam e fica difícil manter o encontro.
Pensar para quem é o encontro. Um EREP distante afasta as pessoas que trabalham ou que não estão organizadas. Em São Paulo há o maior número de escolas e seria mais fácil de aproximar.
Construir a política do encontro. O porque fazer e pra que ele existe, tem que ter noção da importância. Pensar temas para o EREP. Temas que reflitam a realidade local.
Estreitar os laços com as outras universidades da região para garantir gente.
ENEP mostra o que temos que fazer. Necessidades de lutas, discussões, e demandas dos estudantes de psicologia.
Financeiro do EREP, para pensarmos antes e não termos problema. Conversar com outras organizações. Pensar um reunião bem divulgada e num lugar bem fácil para chamar mais pessoas.
Tema compartilhado em várias escolas. Próximo da realidade das outras escolas.
Organizar para que pelo menos um carro/alguém(ns) vá para a outra escola ou organizar em São Paulo e dividir os gastos das pessoas virem.
Conseguir aproximar as pessoas do lugar.

 

Organizativo do COREP-SP

Pensar uma reunião ampliada bem divulgada para poder decidir o espaço, mesmo com o acúmulo deste COREP-SP. Marcar data da reunião no ENEP.
Paralelamente a organização da reunião, já pensar em lugares.

Pegar programação e levar para o onibus do ENEP para a gente se organizar para se encontrar no ENEP, Contribuir na construção e participar enquanto coletivo COREP-SP, trazer o acumulo das atividades para a entidade.

Elo de ENADE
Levar material para cartazes e afins
Ste e Flavia vão fazer bandeira
Primar fazer o EREP antes do ENADE (primeira semana de novembro), mas não atrelar uma coisa a outra.
O boicote tem que ser organizado.